Baby É Cadelinha

Thursday, May 25, 2006

BraziLírica Pereira: A Traição das Metáforas

ou federico baudelaire reINventando a Tropicália

as asas de diadorim
cortaram as asas de alkimim
o cotidiano todo dia me envergonha
por mais que o são francisco em mim transponha
e peixe aqui não vai nadar em mar algum
nem tietê vai desaguar lugar nenhum

foto.grafias grafitadas na fala
parangolés e poemas ao vento
oiticica por todo canto
o que é tropical: tudo mais reINvento

protejo a santíssima trindade
e me conservo no espírito santo
em dezembro estou em olinda
em janeiro já fui pra holanda

o que ontem já era agora é inverso
carnaval quer dizer movimento
prima vera pode ser em luanda
na bahia se come com coentro
gilberto quer dizer baiano
gil pode ser bananada

nonada quer dizer tudo
e tudo pode ser nada
pão de queijo com sabor mineiro
muqueca à final flor capixaba

fevereiro já pensando flávia
em março cachoeiro amanda
o corpo morto de fome
a alma em retalhos na venda

acelerador fundo no poço
mariana bem-te-vi re/fazenda
poesia na flor do osso
como uma colcha de renda

federico Baudelaire
mestre sala do grêmio recreativo e escola de samba
mocidade independente de padre olivácio
http://federicobaudelaire.zip.net
http://ademirbacca.blogspot.com
http://www.grandolobos.blogspot.com/

0 Comments:

Post a Comment

<< Home